Mídias Sociais ABFIAE

Navegação

    Adoção do Cartão Material Escolar

    É a disponibilização, via Governos, de crédito para alunos da rede pública visando à compra exclusiva de material escolar (em um período pré-fixado) nas papelarias cadastradas nas Associações Comerciais ou Sindicatos do Comércio Varejista ou Clube de Diretores Lojistas.

    A implantação do Cartão Material Escolar, além de promover a cidadania, permite a satisfação do aluno ao comprar o seu próprio material escolar, exercendo sua liberdade de escolha, seu direito de compra em quantidade e qualidade que deseja. Para as papelarias, é a oportunidade de atender a uma demanda nova e muito mais ampla de famílias, incentivando o comércio, a geração de renda, o emprego e a circulação de recursos na própria cidade e evitar o fechamento de muitos estabelecimentos.  Para as prefeituras, significa um aproveitamento melhor e mais adequado do benefício, uma arrecadação adicional de impostos para o município.

    O Cartão Material Escolar também é a garantia de material de boa qualidade e dentro do prazo adequado: uma forma simples e inteligente na qual o aluno recebe, através de seu responsável, um cartão magnético personalizado com o valor correspondente ao seu benefício.

    Estes projetos organizados por todo país contam com o apoio da ABFIAE (Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares), ABIGRAF (Associação Brasileira das Indústrias Gráficas), SIMPA (Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório e Papelaria do Estado de São Paulo), ADISPA (Associação dos Distribuidores de Papelaria) e FACESP (Federação dos Associados Comerciais do Estado de São Paulo ).

    Brasília/DF: Em 2013, cerca de 130 mil alunos da rede pública de ensino de Brasília/DF foram beneficiados com o Cartão Material Escolar. O valor, que pode ser gasto apenas em papelarias credenciadas em todo o Estado, é repassado ao aluno no período em que ele está cursando, com um crédito válido por 90 dias. O investimento da Secretaria da Educação destinado a essa ação foi de R$ 36 milhões de reais.

    Rubens F. Passos
    Presidente da ABFIAE